fbpx
Depois de anos na mesma empresa fui demitido. E AGORA?

Depois de anos na mesma empresa fui demitido. E AGORA?

“Depois de 14 anos na mesma empresa não sabia nem por onde começar a procurar emprego. Depois de 3 meses parado percebi que precisava de ajuda.” – Ivam – Supervidor da Qualidade

“Perdi muito tempo buscando emprego da forma errada.” – Paulo – Gerente de Key Account

“Percebi que meu currículo está muito ruim, por isso não sou chamado para entrevista.” – Robson – Gestor Comercial

 

Essas foram as falas de alguns clientes da Eu Empregadíssimo depois de participar do Programa de Recolocação Profissional.

Muitas pessoas têm dificuldade de voltar a procurar emprego depois de muitos anos em uma mesma organização, foi exatamente isso que aconteceu nos três casos acima, todos estavam trabalhando há mais de 10 anos na mesma empresa e quando se viram desempregados não sabiam exatamente por onde começar.

Atualizar o currículo e se candidatar as vagas abertas é uma etapa importante do processo de recolocação, mas não é somente isso que deve ser feito especialmente se você não procura emprego há muito tempo. É necessário entender o que há de novo no mercado, se atualizar e agir de forma estratégica sempre!

Se você está vivendo essa fase de desemprego, tem agido, mas não tem tido resultados, continue aqui nesse artigo que vamos te dar dicas importantes sobre os primeiros passos necessários para conseguir sua recolocação. Tome nota:

 

  • Faça uma análise sobre sua competitividade no mercado de trabalho.

Antes de você começar a procurar emprego é importante que você identifique o quão competitivo você está e dessa forma você terá maior clareza sobre suas reais chances de se recolocar. Esse exercício irá orienta-lo sobre quais cargos buscar e o que fazer para se tornar mais competitivo.

– Pense no seu objetivo profissional atual, se possível defina o segmento da empresa em que você quer atuar.

– Busque perfis de profissionais com cargos semelhantes ao que você busca que atuem em empresas no segmento que você definiu e compare o seu perfil com os deles.

– Analise quais são suas forças e suas fraquezas, avalie o que vocês têm em comum e se você está competitivo com relação àquele profissional, ou seja, se você teria condições de competir com ele em um processo de seleção.

Após esse exercício você terá uma visão muito mais ampla do quanto você está competitivo para aquele cargo e segmento que você busca, e a partir daí poderá desenvolver-se naquilo que é uma fraqueza e poderá destacar no seu currículo e perfil do Linkedin aquilo que é sua força.  Em alguns casos, o profissional pode chegar à conclusão que está super capacitado para uma determinada posição, aí é hora de começar a pensar em buscar cargos acima, mas o contrário também é possível, ou seja, o profissional perceber que não está nada competitivo e nesse momento passar a refletir se não seria hora de dar um passo para trás, buscando posições um pouco mais baixas.

É a partir desse exercício que você definirá seu real objetivo com a clareza sobre suas chances analisando sua competitividade.

 

 

Aproveite e baixe grátis nosso e-book: 9 COISAS QUE TODO MUNDO QUE ESTÁ BUSCANDO EMPREGO PRECISA FAZER

 

 

  • Atualize seu currículo

Tendo um objetivo profissional bem definido e com a clareza necessária sobre suas reais chances frente aos seus “concorrentes”, o próximo passo é atualizar o seu currículo.

Ao fazer isso é importante destacar nos campos “RESUMO” e “HISTÓRICO PROFISSIONAL” informações como experiências e resultados alcançados, destacando as suas principais forças identificadas no exercício anterior. Nesses campos também é importante incluir as palavras-chaves do seu cargo, pois são através delas que seu currículo será  filtrado durante uma pesquisa de currículos realizada pelos recrutadores.

Para identificar as palavras-chaves do seu cargo, você deve pesquisar os anúncios de vagas de emprego desse mesmo cargo que está buscando e/ou pesquisar perfis de outros profissionais que ocupam o mesmo cargo que você deseja. Procure fazer de 7 a 10 pesquisas, perceba e identifique as palavras/ termos técnicos que mais aparecem e se repetem na descrição das atividades desses anúncios de vagas. Essas serão as suas palavras-chaves!

 

  • Reveja seu perfil no Linkedin

O terceiro aspecto que merece sua atenção é o seu perfil no Linkedin. Reveja-o utilizando a mesma linha de raciocínio da elaboração do currículo. Inclua suas experiências e resultados alinhados ao seu objetivo profissional, as palavras-chaves também devem estar presentes nos campos “título”, “resumo”, “histórico profissional” e “competências”.

Além disso, no Linkedin é importante que você amplie suas conexões com pessoas da sua área de atuação e recrutadores das empresas em que você deseja atuar. Dessa forma você aumenta as chances do seu perfil ser encontrado por líderes e recrutadores.

 

  • Faça um vídeo-currículo

O vídeo-currículo tem sido uma tendência cada vez mais comum nos processos seletivos, mas mesmo que o recrutador ainda não tenha te pedido um vídeo currículo você pode agir de forma proativa, gravar o seu e disponibiliza-lo em plataformas de currículo online, como Linkedin e CIEE por exemplo.

O seu currículo diz muito sobre você, ele conta sua trajetória profissional, qualificação, formação, experiências e todos os aspectos técnicos relativos à sua carreira, mas o seu vídeo-currículo trará muitas outras informações importantes como seu estilo de comunicação, simpatia, espontaneidade, entusiasmo e até mesmo sua energia. E acredite, todas essas informações são fundamentais para o recrutador!

 

Leia também: PREPARE-SE! VOCÊ VAI PRECISAR DE UM VÍDEO-CURRÍCULO!

 

 

  • Busque pelos recrutadores e comunique-se com eles

Quando você se candidata a uma vaga anunciada em uma plataforma de vagas, estará concorrendo com centenas, às vezes até milhares de candidatos. É humanamente impossível que o recrutador analise todos os currículos cadastrados e pode acontecer dele não chegar a ver o seu currículo mesmo que você seja um excelente candidato.

Na Eu empregadíssimo essa é uma das atividades mais importantes que realizamos com nossos clientes, cada vez que identificamos uma oportunidade anunciada pesquisamos por essa empresa na company page do Linkedin, identificamos os profissionais de recrutamento e seleção dessa empresa e nos comunicamos com eles.

Você pode fazer exatamente a mesma coisa, entre em contato com os profissionais de seleção da empresa que abriu a vaga, mande mensagens personalizadas dizendo que você viu uma vaga anunciada e que você possui as qualificações necessárias, deixe claro na mensagem quais os requisitos que você atende, anexe seu currículo e dados para contato.

Aqui vale dizer que recentemente anunciei uma vaga de gerente, e em menos de 4 horas de anúncio recebi mais de 400 currículos. E apenas 10 candidatos me acionaram via Linkedin, conversei com todos eles, 4 foram para entrevista e 1 chegou na etapa final do processo de seleção!

Quando você se comunica diretamente com o recrutador, você aumenta suas chances de ser visto e se você for realmente um bom candidato, possivelmente poderá ser convidado para uma entrevista! Então aproveite e coloque essa dica em prática agora mesmo!

 

  • Acione a sua rede de contatos

Networking ainda é, sem dúvida, umas das melhores estratégias que você pode adotar para conseguir uma recolocação, você deve estabelecer e manter contato com amigos, antigos colegas de trabalho, familiares, ex-colaboradores, colegas de faculdade, professores, etc.

Deixe todos cientes de que você está em busca de uma nova oportunidade, pois dessa forma, eventualmente alguns deles poderão indicá-lo para alguma vaga, seja em sua área ou não.

Ampliar sua rede de contatos também é bastante importante, principalmente se você atualmente não tem uma rede de contatos profissionais tão grande. Se for esse o caso, participe de eventos da sua área de atuação, principalmente os eventos onde as suas empresas-alvo estiverem presentes. Faça cursos presenciais, conheça pessoas que estejam trabalhando e ativas na área do seu interesse, converse com as pessoas, troque cartões e estabeleça novas conexões no Linkedin.

Essas são as nossas dicas iniciais para você começar a se movimentar em busca do seu próximo emprego, principalmente se estava na antiga empresa há muito tempo. Esperamos que esse conteúdo também possa ajudá-lo a encontrar outras e melhores perspectivas e estratégias para suas ações, e, claro, se precisar conte sempre com a gente!

Deixe uma resposta